Novos registros sobre a participação do Padre Gabriel Malagrida na construção da Igreja de Nossa Senhora do Carmo em Piracuruca

Em 22 de maço de 2014 publiquei aqui um pequeno artigo intitulado: “A passagem do Pe. Gabriel Malagrida por Piracuruca” (1), agora com o objetivo de agregar mais informações a esse fato histórico e assim tentar contribuir para a pesquisa sobre esse importante personagem e sua relação com a construção da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, trago alguns complementos.

Gabriel Malagrida era um jesuíta italiano, nascido na vila de Managgio, a 18 de setembro de 1689, desde criança deu provas de sua engenhosidade e ao mesmo tempo de uma tendência exagerada para o misticismo. Depois de completar em Milão os seus estudos entrou para a Companhia de Jesus, em Génova, a 27 de setembro de 1711. Resolvendo dedicar-se às missões, saiu de Génova em 1721, seguindo para o Maranhão, onde os seus superiores o designaram para pregar, sendo depois nomeado em 11 de outubro de 1723 pregador do colégio do Pará (3).

 
Gabriel Malagrida (13)

Foi um personagem importante para a Companhia de Jesus no Brasil, o padre Gabriel Malagrida foi um missionário popular muito conhecido nos sertões do país, no século XVIII. Preso em 1759, após os jesuítas serem expulsos de Portugal e de suas colônias, foi perseguido pelo Marquês de Pombal. Anos depois, em 1761, foi julgado e condenado à fogueira pela Inquisição em Lisboa, Portugal (2).


Ilustração da execução de Malagrida (12)

Enquanto esteve nas terras brasileiras Gabriel pregou internando-se no sertão nordestino, enfrentando sérios perigos, destemido, em 1727 começou a árdua tarefa de catequizar os índios no Maranhão, conseguindo nessa mesma ocasião amansar a feroz tribo de Barbassos. Fundou no Maranhão uma missão que teve grande desenvolvimento, sustentando uma peregrinação apostólica. Foi em seguida, em 1730, para a Bahia e Rio de Janeiro onde continuou a pregar, alcançando grande ascendência sobre os índios (4).


Gabriel Malagrida (14)

Ao pesquisar sobre Gabriel Malagrida, inclusive na sua história pessoal, relatada no livro “História de Gabriel Malagrida da Companhia de Jesus”, disponível para download em (5), na página 96 cita a passagem dele por Piracuruca, em uma dessas viagens apostólicas pelo sertão.

Tamanhos perigos não estremecem a coragem do intrépido apostolo: sempre tranquillo e sereno, caminha afoitamente, distrahido em Deus, e suavisando na oração as fadigas do caminho. Depois de ter seguido a corrente do Maratoan, um dos confluentes do Parnahyba, voltou para Cerobis; d’ahi passou á Piracuruca, paiz dos indios Ilaroás, e chegou emfim até Moicha, aldeia mais importante que se topa nessas bastas savanas (5).

No entanto, há relatos que comprovam que na passagem de Malagrida por Piracuruca ele teve alguma influência na construção da histórica Igreja de Nossa Senhora do Carmo, datada de 1743 e que tem a sua construção atribuída aos irmãos Dantas, por volta do ano de 2003 publiquei o artigo “O mistério dos irmãos Dantas em Piracuruca-PI”(11) com alguns questionamentos sobre esse assunto.

Vejamos então alguns fatos:

Um documentário sobre Gabriel Malagrida que conta a trajetória do jesuíta, está disponível na internet. A ideia de digitalizar o material foi do padre Luís Corrêa Lima, professor do Departamento de Teologia da PUC-Rio. Segundo o ele, o objetivo foi facilitar o acesso à história de vida de Malagrida. “Hoje, poucos conhecem esse importante jesuíta, porém, com acesso a esse material, muitos terão prazer em conhecê-lo”, afirma (2).

Os links para o documentário, dividido em três partes estão logo no final desse artigo.

De acordo com o documentário: Aos 46 anos Malagrida iniciou uma jornada em que percorreu 7000 km pelos sertões brasileiros, uma longa caminhada que durou 12 anos, conheceu o interior do nordeste como poucos no século XVIII. No minuto 25 da primeira parte do documentário diz: “…reformou as igrejas de Icó no Ceará e Piracuruca no Piauí…


Caminho percorrido por Malagrida pelo sertão nordestino (5)

Em (8) consta que:

Em carta a Dom Ignácio de Santa Teresa, bispo de Algarve e membro do Conselho real, Malagrida fez um levantamento das missões de quando esteve no Maranhão junto aos índios, das igrejas que até então tinha ajudado a construir ou reformar em Aldeias no Maranhão; Piracuruca, Aroazes, Mocha e Parnaguá no Piauí; Barra e Pilão Arcado em Pernambuco; Juazeiro, Jacobina, Serrinha e Cachoeira na Bahia. Em todos os casos citou que seu trabalho era sustentado pelas esmolas dos moradores locais.

Já em (9), cita que Malagrida numa carta mandada ao Bispo do Algarve, em Portugal diz:

Primeira longa parada: Piracuruca, no norte do Piauí. ‘‘Servia de igreja aí uma vil casa de farinha com quatro paredes mal pintados por cima, cheia de morcegos. Eu mesmo dei a ideia de construir grandiosa igreja. Todos ofereceram suas esmolas’’ (9).

Outros relatos importantes são observados em (7) que diz:

Em Piracuruca sabe que o jesuíta Padre Malagrida transformou uma modesta casa de farinha em majestosa Igreja de Nossa Senhora do Carmo, a expensas dos Irmãos Dantas e das esmolas dos fiéis? Não só em Piracuruca. O missionário construiu igrejas, escolas e conventos da Bahia a Belém (7).

E em (10):

De 1728 a 1735, dividia-se entre o Maranhão e o Piauí…na sua estada em Piracuruca pediu esmolas e mobilizou a comunidade da região para ajudar aos Irmãos Dantas a concluir a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (10).

Finalmente em (6) é observado que:

Malagrida esteve entre os índios Barbados, aldeados na Região das Missões de Viçosa e a 50 léguas ao seu redor onde fundou uma Missão que teve logo grande desenvolvimento”. Será esta a Missão que Jureni Machado acreditava tratar-se da origem de Piracuruca?

Bom, penso que são registros históricos importantes que carecem de um estudo mais aprofundado, daí, à luz de uma confirmação científica é razoável que se faça uma reconsideração histórica sobre o quão foi relevante a participação do Padre Gabriel Malagrida na construção do histórico templo de Nossa Senhora do Carmo em Piracuruca.

Documentário:

Parte 1

 

Parte 2

 

Parte 3

 

Cordel: Peleja entre os Irmãos Dantas e o Padre Gabriel Malagrida

Cordel disponível para download em:

Cordel: Peleja entre os Irmãos Dantas e o Padre Gabriel Malagrida

Referências:

1 – https://portalpiracuruca.com/personagens/a-passagem-do-pe-gabriel-malagrida-por-piracuruca/
2 – http://www.jesuitasbrasil.com/newportal/2016/10/28/documentario-sobre-padre-malagrida-e-digitalizado/
3 – http://www.arqnet.pt/dicionario/malagrida.html
4 – https://ceubrio.com.br/textos-e-artigos/124-frei-gabriel-malagrida-o-jesuita-caboclo-das-sete-encruzilhadas.
5 – https://portalpiracuruca.com/download/historia-de-gabriel-malagrida-da-companhia-de-jesus/
6 – https://www.meionorte.com/blogs/josefortes/remexendo-o-bau-e-a-historia-de-piracuruca-livro-de-maria-do-carmo-fortes-de-brito-1-205121
7 – https://www.meionorte.com/blogs/josefortes/malagrida-missoes-no-nordeste-morte-na-fogueira-da-inquisicao-328445
8 – https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/11881/1/Arquivototal.pdf
9 – http://cppecaridade.blogspot.com/2008/11/histriabiografia.html
10 – http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=10050&cat=Contos&vinda=S
11 – https://portalpiracuruca.com/misterios-do-piaui/o-misterio-dos-irmaos-dantas-em-piracuruca-pi/
12 – http://www.executedtoday.com/2010/09/21/1761-gabriel-malagrida-jesuit-pombal-lisbon-earthquake/
13 – https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/4/44/Gabriel_Malagrida.png
14 – https://i2.wp.com/capeiaarraiana.pt/wp-content/uploads/2016/06/Padre-Malagrida.jpg?resize=450%2C629